4 motivos para você começar a assistir Midnight Texas

Anda meio órfão de séries? Então aguenta aí que a TNT Séries lança Midnight Texas neste sábado, dia 12 de janeiro! A produção conta com dez episódios na primeira temporada e pega bem no coração de quem gosta de True Blood e Supernatural.

Enquanto o primeiro episódio passa só às 22h de amanhã, tive a oportunidade de assistir em primeira mão. Então, conheça 4 motivos para você também embarcar nessa maratona!

1. A trilha sonora

Sou meio suspeita, porque fico vendida por séries só de ouvir a trilha sonora. E logo no primeiro episódio de Midnight Texas já pintou um The Black Keys. Entre as duas temporadas, já rolou de Tom Petty e Strokes a Billie Eilish e Queen.

2. Assuntos sobrenaturais? Temos

De cara, somos apresentados a Manfred, um médium interpretado por François Arnaud, que você talvez reconheça de Blindspot (lembra do Oscar? Então.). Ele é guiado pelo espírito de sua avó para a cidade chamada Midnight Texas, onde pretende se esconder, pelo menos temporariamente.

Além dele próprio conseguir falar com os mortos, temos vampiros, bruxas e outras criaturas extraordinárias que se refugiam na cidadeincluindo um anjo caído que, por acaso, era o Smith Jerrod de Sex and the City (com cabelo comprido de novo).

3. A história é baseada em uma série de livros da mesma autora de True Blood

Charlaine Harris escreveu a saga original de Midnight Texas, na qual a série é baseada. Ela também é a grande responsável por “The Southern Vampire Mysteries”, que deu origem à True Blood, pegando aquele revival de vampiros.

Visto o sucesso que foi da última vez, a expectativa cresce para o roteiro da série. Será que o sobrenatural tem vez em meio a vikings e dragões?

4. A boa e velha investigação

Se você não liga para coisas sobrenaturais e achava que a única coisa boa de Supernatural era a investigação para resolver os casos, tudo bem também! Como médium, é claro que Manfred (quase meu xará!) tem uma ajudinha extra.

Mas a verdade é que o mistério começa logo com um assassinato no primeiro episódio. E a vítima volta para pedir ajuda (e justiça, será?). Se você acompanhou Lucifer ou The Exorcist, vai reconhecer o formato investigação policial meets fantasmas.

Já assistiu a algum dos episódios? Conta pra gente o que achou pelos comentários!

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *