“A Space of Their Own” é um banco de dados com mais de 600 pintoras dos séculos 15-19

Você já reparou como os museus são predominantemente tomados por obras de homens? Em Florença, foram descobertos muitos desenhos, pinturas e esculturas – tudo feito por mulheres e trancado em depósitos.

Várias dessas artistas foram aclamadas enquanto ainda estavam vivas. Mas, quando finalmente pegaram as obras para restaurar, seus nomes eram desconhecidos até mesmo para as pessoas que trabalhavam nos museus.

Self-portrait por Leonetta Pieraccini Cecchi

Isso pode mudar (felizmente) no ano que vem, quando A Space of Their Own inaugurar. O banco de dados online vai reunir obras de mais de 600 mulheres que trabalharam na Europa e Estados Unidos entre os séculos XV e XIX.

Muitas dessas mulheres tiveram que aprender sozinhas, afinal, não podiam buscar treinamentos ou estudar anatomia exatamente por serem mulheres (: Também não podiam viver de seus talentos, uma vez que se esperava que cuidassem dos afazeres domésticos, casamento e filhos.

Não é à toa que foram tão mal representadas durante todo esse tempo, não é mesmo?

Via

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *