A volta da Agyness Deyn – mas como atriz

agyness-deyn-electricity

Quando Agyness Deyn deixou as passarelas, deixou também, de quebra, um rombo no coração das fashionistas que Cara Delevingne nenhuma conseguiu preencher (apesar do páreo duro). Quatro anos depois, ela voltou. Mas como atriz, levando de cara o papel de protagonista em Electricity.

Sua ausência não foi à toa. Agyness se mudou para Los Angeles, casou com o Frank de FRIENDS (R.I.P. Agyness + Albert) e fundou sua própria marca, a Title A. Agora, assume o papel de Lily, uma jovem que sofre com epilepsia do lobo temporal, mas abandona o conforto de sua casa à beira-mar para se arriscar por Londres atrás de um irmão perdido.

O filme acompanha o amadurecimento de Lily ao mesmo tempo em que leva o espectador para dentro da Síndrome de Alice no País das Maravilhas – para quem não sabe, doença que provoca alucinações e distorce a realidade. Dá uma olhada no trailer:

Mais uma vez a i-D se adiantou e foi atrás da Agyness para matar as saudades e falar um pouco sobre o filme. Na conversa, a (agora ex ):) modelo conta que gravou sua audição com uma amiga e enviou para os diretores, porque estava em LA, mas meses depois descobriu que o papel era seu.

Antes das filmagens, ela se encontrou com um especialista para passar por um pseudo laboratório, assistindo a vários vídeos e lendo pesquisas sobre o assunto. O médico a ajudou até a saber como poderia simular a doença de maneira convincente no filme.

Agyness vai além e acha que “toda mulher pode se ver em Lily”. “Não importa quão extrema é a condição dela, você consegue se enxergar ali num nível fundamental. Ver alguém passar por dificuldades com algo e superar algo dessa grandiosidade te inspira a superar as coisas na sua própria vida, porque você pensa que, se ela pode fazer aquilo, você também pode fazer qualquer coisa”.

Seu envolvimento com moda, no entanto, não acabou. Até no filme ajudou a escolher o figurino de Lily. Ela, Andrew Cox, o responsável pelo figurino, e Bryn Higgins, diretor, levaram em conta o fato da personagem ver ângulos e cores de forma diferente para refletir isso nas roupas e no ambiente em que a personagem vive. Como Lily não tem muito dinheiro, eles deram um dobrado atrás de achados em brechós.

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *