Conheça PWR BTTM, duo queer punk

Foto: Andrew Piccone

Foto: Andrew Piccone

Apesar do papel questionador, de botar o dedo na ferida, que os músicos têm, só agora começam a se destacar artistas que realmente discutem coisas como identidade de gênero, sexualidade e relacionamentos com aquela sinceridade brutal. E é lá do Brooklyn nova-iorquino que o PWR BTTM (lê-se power bottom) surge para questionar.

O duo é formado pelo guitarrista e vocalista Ben Hopkins, de 23 anos, e Liv Bruce, segunda voz e baterista, 22. Ambos se identificam como queers e provocam, brincando com pronomes inesperados no meio das músicas, como essa daqui: “My girl’s so sad/everything I do makes him mad”.

Suas músicas variam do punk bate-cabeça, até meio thrash, a faixas mais melancólicas no álbum de estréia, “Ugly Cherries”, lançado ano passado nos EUA. Só agora o mesmo chega no Reino Unido, com direito a duas músicas novas, “New Hampshire” e “Projection”.

Por enquanto, eles seguem trabalhando em material novo, incluindo clipes, mas tomando o cuidado de se manterem fieis às origens. E a fórmula parece funcionar, chamando atenção do Pitchfork e garantindo um espacinho no SXSW.

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Um Comentário:

  1. Pingback: Angel Olsen, PWR BTTM e Avey Tare (Animal Collective) soltam músicas anti-Trump – SHELTER

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *