O experimentalismo eletrônico do Screendoorofenchantment

Música tem a capacidade de nos transpor – criar ambiências e explorar novos espaços. Ouvir o som do Screendoorofenchantment foi entrar em território desconhecido, rico em seus detalhes e texturas.

Também pudera. Quem assina o projeto, o colombiano J. C. King, adentrou e estudou bem as cenas de Nova York, San Francisco, Portland e New Orleans em todas as suas nuances. Por um tempo, compôs para a orquestral Hello Lovers e, na sequência, emendou em instalações de arte sonora.

Neste novo projeto, cria uma jornada obscura e introspectiva por uma série de singles, ora flertando com o R&B, ora com soul music – o que é evidenciado pelos vocais groovados. O primeiro desses singles que tocou por aqui, e até então o preferido, é “21st Century Homesick Blue”, que você ouve abaixo.

A faixa traz uma crítica à vigilância constante a que somos submetidos e foi gravada no Cult Room, em Austin, Texas, masterizada durante o primeiro lockdown.

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *