“O Iluminado” – Resenha

iluminado-corte

O Iluminado, por Stephen King
★★★★½

Sinopse:

Danny Torrance não é um menino comum. É capaz de ouvir pensamentos e transportar-se no tempo. Danny é iluminado. Será uma maldição ou uma bênção? A resposta pode estar guardada na imponência assustadora do hotel Overlook.
Em O iluminado, quando Jack Torrance consegue o emprego de zelador no velho hotel, todos os problemas da família parecem estar solucionados. Não mais o desemprego e as noites de bebedeiras. Não mais o sofrimento da esposa, Wendy. Tranquilidade e ar puro para o pequeno Danny livrar-se das convulsões que assustam a família.
Só que o Overlook não é um hotel comum. O tempo esqueceu-se de enterrar velhos ódios e de cicatrizar antigas feridas, e espíritos malignos ainda residem nos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança. É uma sentença de morte. E somente os poderes de Danny podem fazer frente à disseminação do mal.

Não vou me demorar muito explicando o enredo de “O Iluminado”, porque esse já é bem conhecido de todo mundo. Caso você tenha passado sua vida toda se esquivando do filme (tipo eu), fica o resumo: Jack Torrance é um ex-alcoólatra que aceita o trabalho de zelador no hotel Overlook, levando sua família, Wendy e Danny, para o inverno no local. Danny (a criancinha do triciclo, sabe?) é iluminado e vê eventos passados e futuros. O Hotel também é “iluminado”, por assim dizer – e por iluminado, dessa vez, você pode entender amaldiçoado. Nem precisa dizer que a tragédia é certa, né?

O mais interessante são detalhes que não foram – e que talvez nem poderiam – ser transcritos para o filme. A escrita do Stephen King é um deles. O escritor estava em seu auge e a leitura flui muito bem durante cada um dos capítulos. Aliás, a tradução é outro ponto forte (e ainda bem que decidiram não traduzir “redrum” como no filme legendado).

Fora isso, toda a construção da trama e o modo como Jack (SPOILER!) enlouquece aos poucos é algo que se perdeu no filme de Kubrick. Nessas horas até dá para entender por que ele questionou tanto a escolha do Jack Nicholson para o papel principal. Quer dizer…

jack-nicholson-gif-9

…Alguém compra a ideia dele como um cara normal?

Título: O Iluminado
Autor: Stephen King
ISBN: 9788581050485
Editora: Suma de Letras
Páginas: 463
Classificação: ★★★★½

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *