“O Jardim Secreto” – Resenha

secret-garden

Quando se fala de O Jardim Secreto, a maioria das pessoas lembram logo do filme – e eu sou uma dessas pessoas. Descobri que o filme foi baseado em um livro há um bom tempo, mas por algum motivo nunca tentei achar uma cópia dele para ler. Natal passado, porém, ganhei uma edição belíssima do livro, da coleção Penguin Threads (uma coleção de clássicos em que as capas parecem terem sido bordadas a mão), e finalmente pude conhecer a história original.

Em O Jardim Secreto, conhecemos Mary Lennox, uma garotinha arrogante e prepotente de 11 anos que mora na Índia e que está acostumada a receber tudo que pede a babá. Raramente vê os pais, a mãe estando mais preocupada com festas e encontros do que com a filha. Quando a família e a própria babá morrem em um surto de cólera, ela é levada para viver na mansão do tio, Archibald Craven, em Yorkshire na Inglaterra.

secretgarden01

Mary não fica muito feliz com a mudança: o tio se recusou a vê-la e na nova casa ela não tem uma empregada só dela para atender aos seus caprichos, passando a maior parte sozinha para correr pelo terreno da mansão. É correndo pelos jardins que ela descobre um que parece não ter porta, os muros altos cobertos por trepadeiras, mas ela ainda consegue ver que há árvores dentro e fica curiosa. Ela passa a chama-lo de “jardim secreto”.

Não há nenhuma diferença no filme que mude fatos importantes na história (de cabeça, consigo lembrar apenas de duas: como Mary acha a chave para o jardim secreto e como o final foi executado no filme), e a leitura consegue passar o mesmo tipo de conforto que você sente ao assistir ao filme.

É bem fácil descobrir porque esse livro se tornou um clássico, e uma leitura fantástica para os filhos ou para qualquer um que goste de entrar em um mundo simples mas que parece mágico ao mesmo tempo, com descrições ricas mas que também não se arrastam demais.

Título: The Secret Garden
Autor(a): Frances Hodgson Burnett
ISBN: 0143106457
Editora: Penguin Classics
Páginas: 272
Classificação: ★★★★

Bells Cavalcanti

Fiction is a lie that tells us true things, over and over

Um Comentário:

  1. Amei o post <3 Continue sempre assim e irei seguir o blog <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *