Olivia Wilde tem um ótimo ponto sobre aborto

Preciso dizer que a admiração pela Olivia Wilde só cresce. Depois de dirigir o clipe mais recente do Red Hot Chili Peppers, ouvimos também sua opinião sobre aborto. Estando grávida de seu segundo filho, ela sabe que ser mãe é uma questão de escolha.

Aliás, tanto sabe que fez uma postagem em seu instagram depois de participar do Physicians for Reproductive Health’s Voices of Courage. O evento beneficente aconteceu para prestigiar médicos pró-aborto.

Listening in awe to Dr. Colleen McNicholas, an abortion-providing physician, as she is presented with the George Tiller, MD award for outstanding courage in hostile and challenging environments, by Physicians For Reproductive Health. I was deeply honored to host their event tonight, as they recognized the heroic doctors on the front lines of the battle to provide safe, and affordable reproductive health care to women nationwide. Colleen works at the one remaining clinic in Missouri, and drives to Kansas to work in the clinic in Wichita, where George Tiller worked for decades, and was murdered in his church. As a human being, a mother, and a pregnant lady who loves babies, I am deeply inspired by everyone I met tonight. NO MATTER WHAT YOU BELIEVE, here's the thing: abortion isn't going to stop. People are going to find a way, whether it's safe and legal, or potentially deadly. So let's not let ideology get in the way of evidence. Let's take care of each other and work hard to stop the stripping of our reproductive rights.

Uma foto publicada por Olivia Wilde (@oliviawilde) em

“Como ser humano, mãe e grávida que ama bebês, me sinto profundamente inspirada por todo mundo que conheci hoje à noite. NÃO IMPORTA NO QUE VOCÊ ACREDITA, é o seguinte: aborto não é algo que vai acabar. As pessoas vão encontrar uma forma de fazer, não importa se é seguro e legal ou potencialmente mortífero. Então não vamos deixar ideologia passar à frente de evidências”, a atriz escreveu na legenda da foto.

Numa conversa com a revista Cosmopolitan, ela explica que teve muita sorte e pôde se planejar para a gravidez ambas as vezes, mas sabe que muita gente não tem a mesma oportunidade – e por isso nossos direitos reprodutivos são tão importantes.

You go, gurl!

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *