Se tudo der errado, Miley Cyrus pode viver de covers

E isso é só um jeito de dizer: MANO DO CÉU. Parece que chegamos na melhor era da Miley possível – um misto da era Bangerz com Hannah Montana. Se “Nothing Breaks Like a Heart” servir de indicativo, essa “nova Miley” parece ter feito as pazes com suas raízes country e chega a soar muitas vezes como sua madrinha, Dolly Parton, mesmo sem abandonar o pop.

Em sua “turnê” com Mark Ronson para divulgar o single, ela já passou pela BBC e pelo SNL, além de literalmente enfiar um carro no estúdio do The Graham Norton Show. Nas duas primeiras, no entanto, rolaram alguns covers.

No SNL, a dupla convidou Sean Ono Lennon, amigo de longa data de Mark, para tocar “Happy Xmas (War Is Over)”:

Já na Radio 1, pegaram um dos hits da Ariana que menos chamaram minha atenção nessa nova leva para um complete makeover. E o que uma boa pronúncia faz, não é mesmo? Olha aí:

E para não dizer que a gente não deu valor pra “Nothing Breaks Like a Heart”, separei também a apresentação polêmica do SNL, que resultou em um monte de blogs e sites falando sobre… A potência vocal da Miley? Óbvio que não, mas sobre a jaquetinha com fita.

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *