Sylvia Day dá dicas sobre escrita e pistas dos próximos trabalhos

sylvia-day

Você pode não ser o maior fã da Sylvia Day (como é meu caso), mas precisa dar o braço a torcer que a mulher sabe vender um livro. Ela é a autora de ficção best-seller da Penguin durante os últimos cinco anos e ganhou mais de vinte prêmios.

Seu último lançamento, “Captivated By You”, chega às prateleiras nessa semana (lá pelo Reino Unido, por aqui, ainda não temos previsão de lançamento) e pensando nisso o pessoal da Glamour trocou uma idéia com a autora, pedindo dicas de escrita para aspirantes a escritores.

Separamos o melhor da conversa pra você:

Alguma pista do seu próximo projeto?

Meu próximo projeto é a série Blacklist, que segue um jovem casal por dois livros e alguns anos – passando pela primeira vez em que tentam construir um relacionamento até depois, quando dão uma nova chance depois que a primeira dá errado.

Você gostaria que seus livros virassem filmes?

A série Crossfire vai ser desenvolvida para a TV a cabo e acho que esse é um ótimo meio para a história, já que são muitos personagens e muita história para cobrir.

Escrever uma boa cena de sexo é a forma mais difícil de escrita?

Boas cenas de sexo são difíceis de se escrever, sim. A principal razão que te leva a escrever uma é mover o arco do personagem para frente. Isso leva muito tempo e estudo.

Quem você gostaria que lesse seus livros?

Henry Cavill!

Qual o melhor conselho que você já recebeu?

Você não precisa fazer tudo, mas o que decidir fazer, faça bem.

Você tem um livro preferido?

“The Fifth Favor”, da Shelby Reed.

Você tem alguma dica para os aspirantes a escritores?

Não se apresse na hora de publicar. Descubra seu estilo e sua voz primeiro, aprenda quais são seus pontos fortes, suas fraquezas. Sugiro que os aspirantes a escritores escrevam três romances completos antes de considerar a publicação.

De onde você tira inspiração para seus livros?

De todo lugar. Viver é uma constante fonte de inspiração.

O que você precisa ter em mente quando vai escrever um romance?

Leve o tempo que precisar, o tanto que o livro pedir. Vi muitas carreiras promissoras declinarem porque os escritores sucumbem com a pressão para escrever rápido em vez de se sentir confortável com a história. Os leitores querem uma boa historia; o trabalho do escritor é dar isso a eles.

Dê uma olhada na entrevista completa pelo site da Glamour.

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *