The OA: as cinco teorias dos fãs que você precisa conhecer

Comentei sobre The OA um milhão de vezes e, no começo, queria assistir só pelo hype que tava rolando em cima da série. Talvez por isso mesmo tenha demorado tanto para passar do primeiro episódio. Foram dias até ultrapassar a linda marca dos dez minutos, mas depois disso não teve mais volta.

the-oa

Apesar da “síndrome Lost”, que deixa mais perguntas ao fim da temporada que qualquer outra coisa, é uma série envolvente com um ritmo muito bom. Aliás, ponto pra eles por se utilizarem do streaming tão bem. Não tinha percebido antes, mas tem episódio só com trinta minutos, outros com setenta (!).

Então, falei, falei e até agora não teve nenhum spoiler. Mas, caso você não tenha assistido, sugiro que pare por aqui. Tem um milhão de teorias de fãs correndo soltas por aí e juntei aqui as que mais parecem fazer sentido para dividir e debater com vocês.

Prepara e vem desgraçar a cabeça (mais um pouco):

1 – Elias não é tão inocente assim

Olha, a série no fim é sobre acreditar. Mas, mesmo que não fosse, tem muitas coisas que não se encaixariam se a OA estivesse mentindo. Por exemplo… Como ela conseguiu tantos livros em tão pouco tempo e ninguém nem percebeu? Como ela sabia do tiroteio na escola? E mais: quando ela chegou em casa, já queria reencontrar Homer. Ela não teria que ler antes?

Pois bemmm. Se vocês lembrarem, Elias estava na casa quando o French encontrou os livros. O que ele tava fazendo lá, para começo de conversa? O cara, teoricamente, é só o terapeuta. Aliás, foi ele que sugeriu uma noite em família, o que faria com que eles não estivessem em casa naquela hora.

Uma das teorias que corre por aí é que o FBI está tentando fazer com que ela pareça louca. Ele, então, estaria plantando os livros debaixo da cama para que um deles encontrasse e, assim, escondesse a verdade sobre anjos.

elias-fbi

2 – Rachel também seria uma agente do FBI disfarçada

Essa tem os dois lados. Vendo de determinado ponto de vista, é verdade que as plantas da sua parte do cativeiro estão mortas e que ela nunca recebeu um movimento. Também nunca a vemos praticar com os outros e nem passar pelo experimento de Hap, mas isso talvez aconteça porque ela é uma personagem secundária, né rysos.

Afinal, ela tem mesmo uma voz maravilhosa e provavelmente passou por uma EQM. Além disso, aparecem fitas dela no escritório do Hap.

Mas aí entra a parte 2 da teoria: ela e Hap estariam trabalhando para o FBI

Talvez Rachel esteja lá dentro para tirar informação dos outros aprisionados, uma vez que as pessoas confiam nela. Isso significaria que Hap e Rachel trabalham para o FBI e estão tentando descobrir mais informações sobre anjos, com o governo provavelmente bancando tudo aquilo (afinal, né, o cara é milionário?! Olha aquele laboratório).

Outro detalhe é que o nome de Rachel aparece em braile na parede do FBI. Uér?!

Detalhe que nada tem a ver com a teoria, mas é “Q” mesmo assim: a Rachel é interpretada pela Sharon Van Etten, cantora! E o Hap, pareceu familiar? Ele mesmo, Lucius Malfoy.

hap-revolution

3 – Os cinco “atuais” e os “antigos” são versões alternativas uns dos outros

Quando Homer apareceu no reflexo de French, muita gente ficou confusa. Mas, quando você para pra pensar, faz sentido que eles sejam espelhos uns dos outros. Talvez estejam até em dimensões diferentes ou na mesma, mas como um tipo de alma gêmea.

A própria Prairie comenta que French lembra Homer. Os dois são esportistas, possuem ligação forte com ela e tem características em comum. Durante a série, descobrimos que Betty tinha uma ligação muito forte com seu irmão falecido, que tinha sérios problemas com drogas. Scott, olha só, também foi usuário e sua EQM tem relação com isso. Buck e Rachel cantam, Jesse e Renata tocam violão e guitarra.

Steve? Steve seria o espelho da própria OA. O jeito não parece muito, mas fisicamente você encontra alguma semelhança – fora que ambos são “líderes” de seus grupos.

french-homer

4 – Ela estaria no purgatório

Existem muitas variantes sobre essa versão de “era tudo um sonho”, mas a do purgatório parece promissora. Um usuário do Reddit sugeriu que a Prairie pode estar em coma desde que o ônibus afundou, lá quando ela era criança.

Com isso, sua alma estaria presa entre uma espécie de limbo entre a vida e a morte. Todo o plot da série giraria em torno da batalha da Nina para aceitar seu estado e encontrar um modo de fazer a passagem.

Provas? Talvez. No ônibus, encontramos dois meninos (Homer e Scott) e duas outras meninas (Rachel e Renata). Além disso, com tantas formas de se matar alguém, Hap escolhe justamente afogá-los várias e várias vezes.

Suas EQM seriam tentativas de seu corpo de voltar à vida.

nina-the-oa

5 – Khatun não é só uma guia espiritual

Khatun aparece para OA como uma velha, mas sua verdadeira natureza continua sendo um mistério – e o porquê dela desaparecer ainda mais, não é mesmo? Há quem acredite que ela é um Nefilim, que são como anjos-homens (fui pesquisar agora e a história vem da própria Bíblia, mas acho que se encaixaria mais para os cinco que para Khatun, porque nefilim seria uma nova raça vinda da reprodução entre anjos e homens).

Outras duas teorias que surgiram é que ela seria uma manifestação das OAs que morreram em realidades alternativas e estaria lá para ajudar. Ou ainda teria ligação com Aba-Khatun, uma deusa da água para os xamanistas. Talvez um misto da terceira hipótese com a primeira?!

the-oa-khatun

6 – Tudo aconteceria simultaneamente, em outras realidades

Quando French vê Homer no reflexo do espelho, uma coisa que apontaram é que ele vê Homer como ele estava em Cuba – incluindo o corte na testa depois de bater a cabeça na parede.

Isso pode significar que a OA tá em outra realidade/dimensão e que as coisas acontecem simultaneamente.

the-oa-dimensions

É tudo muito complexo e parece que não teremos respostas até a segunda temporada chegar. Mas e aí, você tem mais alguma teoria? Discorda de alguma dessas? Conta nos comentários também!

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

3 Comments:

  1. Acho que a Rachel não pode ser uma agente disfarçada, porque senão ela teria contado pro Hap que a OA voltou a enxergar depois da sua 2ª EQM. E então o Hap não iria ficar surpreso e matar com raiva o Scott.

    • Acho que aí depende do Hap saber ou não que ela tá ali como agente. Ou pode ser só uma brisa, mas tem várias coisas sobre ela que não explicaram na série e tô esperando pra ver se sai algo sobre ou não na segunda!

    • Creio que sobre Khatun e sobre o espelho do Homer eu acredito mais. Tudo pode estar acontecendo ao mesmo tempo em realidades/dimensões diferentes. É a lógica de cada escolha uma consequência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *