Tudo o que você precisa saber sobre Halston antes da estreia na Netflix

Com a recente Pose, foi difícil não se animar quando a Netflix e Ryan Murphy firmaram a parceria para lançar várias séries exclusivas. Daí, já nasceram algumas pérolas como Hollywood e Ratched. A mais nova e polêmica dessa lista é Halston.

A série sai amanhã, dia 14 de maio, e foi baseada no livro “Simply Halston: The Untold Story”, de 1991 – escrito por Steven Gaines um ano após a morte do estilista. Em meio a polêmicas e trailers, a gente faz um apanhadão com tudo o que você precisa saber sobre a série.

Antes de tudo, quem é Halston?

Roy Halston Frowick assumiu o sobrenome como nome artístico e se lançou como estilista nos anos 60. Foi ele que assinou o clássico chapéu pillbox da Jackie Kennedy e, a partir daí, foi do anonimato à fama.

Ele ficou bem conhecido por seus clientes e amigos famosos, incluindo aí Greta Garbo, Andy Warhol, Elizabeth Taylor, Anjelica Huston, Lauren Bacall, Margaux Hemingway, Bianca Jagger e Liza Minnelli.

Em 1990, Halston morreu de um câncer no pulmão, complicação de uma luta de um ano e meio com a AIDs.

Quem está no elenco da série?

Para o papel de Halston, Ryan Murphy escalou ninguém menos que Ewan McGregor. Apesar de nunca ter ouvido falar sobre o estilista antes da minissérie, a atuação recebeu altos elogios do ex-poderoso da Vogue América, André Leon Talley.

Para o New York Times, ele comentou: “o jeito que ele gira o cigarro entre os dedos e fala ‘Bah-len-ciah-aaaa-gah’, com o ‘B’ pairando no ar, é perfeito”.

Além dele, Rory Culkin (sim, o irmão do Macaulay) também aparece na minissérie, fazendo o finado diretor Joel Schumacher. Os dois eram amigos de longa data e Joel chegou a trabalhar com Halston no começo de sua carreira, antes de ir para Hollywood.

Pausa pra apreciar esse remix de Enjoy the Silence no trailer.

E onde que entra a polêmica?

Como (quase) toda boa série biográfica, há quem ame, há quem odeie. Não é incomum que a família ou o próprio retratado se sinta incomodado com o processo e com o resultado – vide Patrizia Reggiani e os herdeiros Gucci reclamando sobre o longa estrelado por Lady Gaga e Adam Driver (e que ainda nem saiu).

Pois muito que bem. Acontece que a sobrinha de Halston, responsável pelos arquivos do estilista, já mandou logo um comunicado para a imprensa avisando que nem ela, nem a família foram consultadas para a série, e que “os arquivos de Halston continuam como as únicas fontes definitivas do homem e do legado dele”.

Ela ainda acrescenta que as pessoas (responsáveis pela série) não conheceram o tio muito bem, “talvez por serem crianças durante o apogeu do estilista”, e que preferiram focar e dramatizar as partes mais sensacionalistas.

Por enquanto, Ryan Murphy e Netflix preferiram não se pronunciar. Resta a nós esperar o lançamento e aprovar (ou não) a minissérie.

Fonte: Nylon

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *