5 discos que você vai querer ouvir em abril

Juro que a cada mês que começa, penso eu cá “nossa, mas tem um monte de disco bom para sair”. Em abril não é diferente. A safra anda boa e você não tem motivo nenhum para ficar por fora. Quer uma dica?

Então aqui vão cinco discos para não perder de vista nesse mês:

Brian Wilson – “No Pier Pressure”

O cara é uma lenda e, ao que tudo indica, não está nem aí em se atualizar. Tá achando ruim? Que nada! Esse é o 11º disco solo do Brian Wilson e ele continua resgatando o som dos Beach Boys nos anos 60 – aliás, está no seu melhor. Além disso, “No Pier Pressure” conta com a participação de She & Him, Al Jardine, Kacey Musgraves e Nate Ruess do fun. Dá pra perder?

Alabama Shakes – “Sound & Color”

Quem foi no Lolla de 2013 (pois é, já se passaram dois anos!) sabe como o Alabama Shakes é bom ao vivo, mas eles conseguiram capturar a essência da banda nesse segundo disco. “Sound & Color” sucede “Boys & Girls” e, se o segundo é mesmo a prova de fogo, parece que eles foram aprovados com maestria. Toda a gravação aconteceu em Nashville, o que só pode ter ajudado no blues grooveado do quinteto.

Blur – “The Magic Whip”

Olha, se o próprio Damon Albarn já comparou “The Magic Whip” à trilogia do Bowie em Berlin (“Low”, “Heroes” e “Lodger”), é porque a volta do Blur é uma porrada. Com influência chinesa forte, você pode ter uma ideia do que te espera no dia 27 de abril com “Go Out”:

Sam Cohen – “Cool It”

Ok, vamos fazer uma recapitulação aqui de quem é Sam Cohen para explicar por que você deve esperar o disco de estreia dele. Era uma vez uma banda chamada The Yellowbirds, mezzo psicodélica, mezzo punk. Ela gravou três álbuns bem decentes, mas nunca chegou a estourar. Sam Cohen era o vocalista do Yellowbirds e agora saiu em carreira solo, seguindo mais ou menos a mesma linha, só que um pouco mais centrado nas melodias que na atmosfera. “Kepler 62”, o primeiro single desse trabalho, tá aí para te convencer melhor:

Speedy Ortiz – “Foil Deer”

Dentre as milhares de bandas que a NME seleciona como promessas a cada começo de ano, poucas são as que realmente vingam. O Speedy Ortiz se encontra nessa seleta safra e promete seu segundo álbum para o dia 21 de abril. “Foil Deer” continua com o pop-punk de Massachusetts, com um quê grunge.

Qual é o seu must-have do mês?

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *