Anna, Lola, Isla – Resenha

Todo mundo que gosta de um bom romance contemporâneo conhece pelo menos Anna e Lola, a primeira sendo de Anna e o Beijo Francês, lançado pela Novo Conceito em 2011, e a segunda de Lola e o Garoto da Casa ao Lado, em 2012. Isla é a protagonista do último livro da série, Isla and the Happily Ever After (Isla e o Felizes para Sempre, em português), tendo acabado de ser lançado nos Estados Unidos e ainda sem uma previsão de lançamento aqui no Brasil.

Por serem livros contemporâneos, você não é obrigado a ler o primeiro para ler o segundo, nem ler o segundo se tiver lido o primeiro. Eles funcionam como livros individuais. Porém, os personagens do primeiro livro possuem uma pequena participação no segundo, e estes ainda aparecem no terceiro livro.

anna-lola-isla

Anna e o Beijo Francês
Obrigada a ir morar na França pelo pais, onde estudará em um colégio interno, uma escola para americanos em Paris, Anna não está nada satisfeita – o que você estranha um pouco ao descobrir que ela é fanática por cinema, e ainda por cima não sabe que Paris tem centenas de salas de cinema espalhadas pela cidade. Na verdade, Anna é a protagonista mais irritante, porém, você não consegue realmente odiá-la. Você se apaixona pelos amigos dela, pela cidade, e, claro, por Étienne St. Clair, afinal, não seria um romance sem o interesse amoroso da protagonista.

Descobrimos Paris junto com Anna, porque a cidade nesse livro é um personagem por si só; sentimos a frustração que ela sente por St. Clair ter uma namorada e aguardamos o desenrolar do drama, porque, acredite, é quase como se estivéssemos assistindo uma novela mexicana.

Isso não quer dizer, de forma alguma, que é um livro ruim. Ele preenche, e com louvor, exatamente o que promete: uma leitura rápida, divertida, cheia de momentos adoráveis que fazem você suspirar.

Título: Anna e o Beijo Francês
Autor(a): Stephanie Perkins
ISBN: 9788563219329
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Classificação: ★★★★

Lola e o Garoto da Casa ao Lado
Deixamos Paris de lado e vamos para ensolarada São Francisco, conhecer a muito mais cativante Lola, que não acredita em moda, acredita em fantasias. Gosta de sair de casa usando perucas e roupas extravagantes, mas que sempre refletem o seu humor. Lola tem um namorado mais velho, Max, e seus pais – dois, Andy e Nathan – não gostam nem um pouco dele. Mas a história só começa de verdade quando seus antigos vizinhos, os gêmeos Calliope e Cricket Bell, voltam a morar na casa ao lado.

Com uma narração muito menos dramática, e com certeza menos irritante, Lola nos fala sobre seu passado com Cricket, seu relacionamento com o namorado, sua falta de relacionamento com a mãe biológica (que é irmã de um de seus pais), seu desejo de aparecer no baile da escola vestida de Maria Antonieta – esse é outro detalhe que gosto bastate, Lola quem desenha e costura a maioria das suas roupas.

Até ficamos felizes em rever Anna e St. Clair, que trabalham no mesmo cinema que Lola, embora, na minha opinião, eles estejam bastante desconectados do que eram no primeiro livro – ou talvez isso seja culpa de não termos visto o relacionamento evoluir, só os encontramos quando eles já estão a todo vapor.

Título: Lola e o Garoto da Casa ao Lado
Autor(a): Stephanie Perkins
ISBN: 9788581630533
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Classificação: ★★★★

Isla e o Felizes para Sempre
Se você leu Anna, você sabe exatamente quem e Isla e Josh, os dois estudam no mesmo colégio em Paris e essa história se passa no mesmo período de Lola, Josh, inclusive, é o melhor amigo de St. Clair. Esse livro se divide entre Nova Iorque, Paris e Barcelona e não é tão envolvente quanto seus anteriores. Tudo parece acontecer muito rápido, o espaço de tempo da história é muito extenso, mas é contada como se estivesse se apressando para chegar ao fim.

Há quase tantos momentos adoráveis quanto em Anna, com certeza bem mais do que os presentes em Lola, mas não é uma constante. O fato de Isla não ter tanta confiança em si, quase nenhuma, na verdade, faz com que você não goste muito dela, porém não acho que isso seja um defeito. Quando se ler um livro, você quer se sentir o que o personagem sente, e se ela nossa narradora, não gosta de si, é difícil para o leitor gostar.

Diferentemente dos outros livros, você não acha que o personagens secundários sejam tão importantes quanto os primeiros – exceto no final, quando os personagens já amados aparecem, e aqui falo não somente de Anna e St. Clair, Lola e Cricket, mas também de Meridith, uma das personagens do primeiro livro. Ainda assim, é um livro divertido que não fica atrás dos seu antecessores.

Título: Isla and the Happily Ever After
Autor(a): Stephanie Perkins
ISBN: 9781409581130
Editora: Usborne Publishing Ltd
Páginas: 384
Classificação: ★★★★

Bells Cavalcanti

Fiction is a lie that tells us true things, over and over

2 Comments:

  1. Ameeeiiii isla e o final feliz❤ meu livro favorito❤

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *