“Boneco de Neve”, o thriller instigante de Jo Nesbø

Sempre fui uma dessas pessoas que não olha duas vezes para livros considerados best-sellers, por puro esnobismo, admito. Por isso mesmo, nunca dei muita atenção a Boneco de Neve ou qualquer um dos outros livros do Jo Nesbø. Isso até sair o trailer do filme com o Michael Fassbender no meio do ano e ficar completamente louca.

Boneco de Neve é o sétimo livro da série Harry Hole, mas não precisa se desesperar porque cada livro pode ser lido de forma individual.

Harry Hole (se pronuncia Hoo-leh) é um detetive norueguês que possui certa notoriedade por já ter capturado um serial killer uma vez, o que não quer dizer que é sempre levado muito a sério. Tanto que quando mulheres começam a desaparecer e sempre tem um boneco de neve aos arredores do lugar onde foram vistas pela última vez, desconsideram sua opinião de que deve ser o trabalho de um serial killer. “Um assassino em série na Noruega? Impossível!”

Enquanto acompanhamos a investigação, somos apresentados inúmeros personagens, cada um com sua própria história e construção individual, o que pode ser demais se você não prestar total atenção. Temos todas as pistas que Hole possui, o que nos faz criar inúmeras teorias e suspeitar até de quem aparece apenas uma vez e não parece ter nenhuma importância real para a história – e já adianto que a maior parte das suas teorias vão estar erradas.

Com uma escrita instigante, Nesbø consegue nos deixar grudados ao livro, e é um alívio saber que a série já possui 11 volumes para podermos escolher um sempre que aquela vontade por um bom thriller aparecer.

Ah, o filme estreou no Brasil na última quinta-feira (23 de novembro), mas, infelizmente, devido uma esmagadora quantidade de críticas negativas lá fora, não foi distribuído para todos os cinemas do país.

Onde encontrar? http://amzn.to/2idEtDy 

Bells Cavalcanti

Fiction is a lie that tells us true things, over and over

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *