Gene Simmons espera a “morte do rap”

Gene Simmons, do Kiss, não é de meias palavras. E em uma de suas últimas entrevistas para a Rolling Stone, o músico soltou mais uma, dizendo que espera a morte do rap!

“Espero pela morte do rap. Mal posso esperar para a música voltar a ter letras e melodia, em vez dessa falação. Uma música, pelo que eu saiba, é por definição letra e melodia… ou só melodia”, comentou ele.

Foto: Reprodução / Getty Images

Foto: Reprodução / Getty Images

Além de não gostar, Gene ainda afirmou que não consegue se conectar com as músicas. “Não tenho o background cultural para apreciar ser gangster. Claro que as músicas não são só sobre isso, mas é daí que veio. Essa é a essência, a alma do negócio. Veio tudo das ruas”.

Continuou: “O rap vai morrer. No ano que vem, daqui a dez anos, em algum ponto, e aí algo vai entrar em seu lugar. E tudo isso é bom e saudável”.

Acredite se quiser, sua opinião sobre EDM foi bem mais favorável. “O cara aperta um botão e bota a mão pra cima. Ele nem finge estar cantando uma música. Tem um jogo de luzes e é tudo muito honesto”. Bom… se você considerar isso favorável, né?

“Até onde sei, o rock morreu. Não existem novas bandas. Foo Fighters… Adoro eles, mas já tem mais de vinte anos na estrada. (…) Nirvana, Pearl Jam. Todas são velhas”.

“Isso não quer dizer que não existem bandas novas por aí. Até onde eu sei, se a Lady Gaga largasse a disco e o pole dance e formasse uma banda de rock, isso seria legítimo, porque ela tem talento. Ela sabe escrever músicas, tocar instrumentos e cantar de verdade. E ela entende que um espetáculo precisa ser destemido. Adoraria que ela fizesse algumas músicas à la Queen. Ela consegue, Madonna não”.

Mas sobrou pra todo mundo, hein? Até pra Madonna.

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *