Islands tá de volta com a dançante “Set The Fairlight”

Quem acha que o isolamento e a ansiedade do distanciamento só podem resultar em músicas menos rasas tá – provavelmente – certo. Mas isso não significa que aquele indie pop chicletinho teve seus dias contados. Muito pelo contrário.

O Islands, grupo que passeia muito bem pelo art-rock e pelo synth-pop, ressurgiu após cinco anos (!!) com a previsão de um novo álbum, o Islomania. Enquanto esse lançamento só acontece no dia 11 de junho, hoje mesmo rolou o lançamento de um visualizer para “Set The Fairlight”.

“Essa foi a última música feita para o álbum, escrita e gravada durante a pandemia”, explicou o vocalista Nick Thorburn. “Tem a separação (até pelos muros de cemitérios – cruel!), isolamento e a vontade de entrar em contato com outras pessoas. Na verdade, não planejei abordar nenhum desses temas. Como muitas de minhas composições, eu meio que deixei o subconsciente tomar as rédeas”.

As gravações do novo álbum contaram com a participação especial do Mike Stroud, do RATATAT, em duas faixas. Eventualmente, Patrick Ford (Tanlines, !!!) também entrou no processo para assumir a produção. O resultado, dizem, é o melhor álbum que eles já lançaram até agora.

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *