Protomartyr explora novos velhos formatos no clipe para “Michigan Hammers”

Gravações suspensas, distanciamento. Todo e qualquer clipe precisou ser revisto e novos formatos estão sendo explorados – alguns, até demais, como a interface do Zoom, que dominou de clipes e programas de TV a campanhas publicitárias.

Em seu clipe, o Protomartyr explorou um novo velho formato, valendo-se de recortes de imagens. “Construir com escombros”, como o próprio vocalista do grupo define muito cirurgicamente.

“Não foi possível criar um vídeo ‘adequado’ devido à situação atual. Então, por que não fazer um usando as ferramentas que permanecem?”, ele completa. “É o que ‘Michigan Hammers’ é – construir com escombros. Provavelmente é sobre isso e mulas, sindicatos, muitos estacionamentos, camaradagem, o happy hour ideal, fracasso e pegar o que estão dando, porque estamos trabalhando para viver até começarmos a levá-lo para as ruas. Algo assim.”

Dirigido por Yoonha Park, o vídeo não poderia ter vindo de outra banda que não o Protomartyr. Vindos de Detroit, cidade erguida pelo capitalismo mas em decadência, volta e meia eles soltam alguma crítica à automatização – nisso, até meme brasileiro já virou clipe nas mãos deles. Dessa vez não foi muito diferente, com uma recontagem de um conto popular de Michigan por meio de imagens encontradas na internet.

Essa é uma das faixas do novo álbum do grupo, “Ultimate Success Today”, previsto para o dia 17 de julho pela Domino Records. Post-punk questionador com elementos do jazz – nessa nova empreitada, até a lenda Jemeel Moondoc faz uma participação com sax alto.

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *