Shots #2 – Victor Nomoto

Victor Nomoto - I Hate Flash

Há um tempo fiz o primeiro “Shots”, série de entrevistas para contar um pouco sobre fotografia de música para vocês. Nessa semana de dois anos de Shelter, sai o segundo com o Victor Nomoto – que você pode até não conhecer de nome, mas com certeza já viu alguma foto no insta do (insira aqui o festival de sua preferência).

Lollapalooza, Monsters of Rock… Ele já participou desses e de outros com o I Hate Flash. E se você já cogitou largar tudo e sair por aí fotografando, olha o que o Nomoto contou (cês não imaginam como foi difícil selecionar só essas fotos, viu?):

Como ou quando você decidiu que queria fotografar shows?

Foi na exata terceira “saída” que fiz com a câmera na mão.
Show em Limeira, Kingston, a banda era Cardiac, na mão uma Nikon D70s do meu pai com a lente kit que veio com ela.
Não fazia IDEIA do que raios eu deveria fazer com aquilo, mas é estranho, porque eu lembro que eu sabia exatamente o que eu queria extrair. Lembro de ficar visualizando as cenas enquadradas de uma maneira específica.
Claro que não consegui realizar 10% do conceito qual havia idealizado… Mas em um momento, eu fotografei um pulo do guitarrista, ali eu vi e pensei “Caramba, essa parada aconteceu em menos de 1 segundo!”. Então eu senti a magia da coisa. Tudo no show é único, mesmo que seja com script todo teatral, mesmo que a performance tenha um roteiro pré determinado, um show nunca é igual ao outro. O calor nunca é igual.

As coisas são como você imaginava?

Vai bem além de tudo que já tinha pensado. Eu comecei tendo a possibilidade de fotografar shows inteiros, tirando assim o melhor de cada espetáculo. Nos grandes shows, isso é praticamente inexistente. Existe uma regra quase que universal de que só podemos fotografar as 3 primeiras músicas e sem flash. E isso muda tudo. É muito pouco tempo e você tem que, a cada dia, se superar dentro da correria do pouco tempo, nos festivais, que é um show atrás do outro, a correria de palco pra palco, a pressão de às vezes não ter nem as 3 primeiras musicas (Alguns artistas, tem regras bem especificas quanto as fotos). Hoje estar casado, com filho e vivendo daquilo que comecei por curiosidade e vontade de aprender algo novo é bem surreal. Obrigado vida.

monstersofrock_320

O que você acha que faz uma boa foto de show?

Aquela que consegue captar algo além. Um extra, seja um ângulo, momento, não importa muita técnica, o lance é olhar. A essência.
Gosto muito de ver fotos “erradas” de momentos únicos. Erradas no sentido de estarem fora de foco, mas o artista estar apontando para você. Ou a luz do palco dar um estouro, num momento épico (que sua câmera não estava preparada), e acabar por ficar claro demais, de uma forma irrecuperável… Eu, particularmente, valorizo mais o que foi congelado, registrado ali, mais ainda do que com que técnica perfeita que foi utilizada ou o enquadramento. A técnica não é tudo. Transparecer o calor do momento por meio de uma imagem de uma fração de segundo é muito mais importante.

Qual a coisa mais inusitada que já te aconteceu fotografando?

Em shows mais animados, fotografados do meio da galera, estamos sempre sujeitos a imprevisibilidades, por exemplo: pessoas se jogando do palco, empurrões, agarradas e puxadas. A gente se acostuma. Até que um dia eu tomei um chute no meio da testa. Estava extremamente focado no baterista, que ficava lá no fundo do palco. Então, sinto um empurrão pra trás, uma dor absurda na testa, pessoas em volta com cara de preocupação e um cara pendurado na minha frente. O que aconteceu: O vocalista veio correndo do fundo do palco e pulou para se agarrar na iluminação, por infelicidade minha cabeça estava no meio do trajeto.

Pensando em termos de fotografia, qual seu clipe preferido e por quê?

Dir en grey – Obscure

Esta, de longe é minha banda favorita no mundo, mas esse clipe me agrada ainda mais que os outros. O lance dele ser censurado, misturar varias técnicas de filmagem e muita referência de cinema gore faz ele coroar esse lugar no meu coração.
A fotografia dele não tem muita ousadia nem nada muito complicado, mas no geral é o clipe que eu mais “queria ter feito” que me vem na mente em primeiro lugar.

dsc_2434-2

img_6271

dia2_lolla_set-229

13338359294_fb6d55cbea_b

monstersofrock_255

Victor Nomoto - I Hate Flash

Victor Nomoto - I Hate Flash

img_7212-1

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *