“Toda Luz que Não Podemos Ver” – Resenha

toda luz que não podemos ver

É quase inevitável comparar um lançamento de determinado gênero com outro livro de mesmo gênero que já foi publicado antes. Assim sendo, a primeira coisa que a pessoa pensa ao procurar um pouco sobre Toda Luz que Não Podemos Ver é que deve ser como A Menina que Roubava Livros: ambos se passam durante a Segunda Guerra Mundial, ambos seguem uma garota e um garoto. Mas as semelhanças param aí.

No romance de Anthony Doerr, vamos acompanhar Marie-Laure, uma parisiense cega, a partir dos seus 6 anos de idade, e Werner, um garoto alemão de 8 anos. O livro também é dividido em partes, de modo que vemos como foi crescer na Alemanha quando Hitler ainda estava começando a exercer seu poder, colocando na mente das crianças que os alemães eram a “raça” suprema, e como foi crescer em um país que estava sendo invadido, a falta de recursos e o desaparecimento das pessoas em volta, intercalado com agosto de 1944 quando a Alemanha começou a perder forças. Os capítulos são curtos, então você não sente que está lendo um livro de mais de 500 páginas, e fica ansioso para saber o que está acontecendo com Werner ou Marie-Laure, então acaba repetindo para si mesmo “só mais um capítulo” e não solta o livro até ele ter de fato acabado.

18284670349_3622aa7940_o

Doerr consegue mostrar várias facetas da guerra, deixando de lado aquela ideia de que “todos os alemães são bandidos” que costumamos ver em livros envolvendo a segunda guerra. Ele nos dá crianças que cresceram se sentindo culpadas pela guerra mesmo que elas não pudessem fazer nada para evita-la, crianças que pensavam estar fazendo o que era certo e foram percebendo que era absolutamente errado, mas também crianças que adoravam tudo aquilo e cresceram para se tornarem homens que sentiam orgulho de estar fazendo parte de tudo aquilo. Cada personagem é humano, detalhe importante pra você conseguir se conectar aos personagens e a história que eles estão transmitindo.

E tudo isso é narrado com uma escrita envolvente e bela (o que não quer dizer que é uma escrita com floreios desnecessários). Se você nunca se viu tentado a ler um romance histórico ou de guerra, deveria dar uma chance para a obra de Doerr.

Título: Toda Luz que Não Podemos Ver
Autor: Anthony Doerr
ISBN: 9788580576979
Editora: Intrínseca
Páginas: 526
Classificação: ★★★★★

Bells Cavalcanti

Fiction is a lie that tells us true things, over and over

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *