“A Garota Perfeita” – Resenha

Esse é o livro de estreia de Mary Kubica e, lá fora, ele não demorou nadinha a entrar na lista dos mais vendidos do New York Times e da Amazon.

A Garota Perfeita é um thriller, e nele acompanhamos Mia Dennet, filha de um importante juiz da cidade de Chicago. O livro já começa relatando o desaparecimento da garota e vamos ter três pontos de vista: o de Eve, mãe de Mia, o do investigador do caso, Gabe, e o do sequestrador, Colin.

Deixem-me tirar logo isso do peito: esse livro foi uma decepção.

A Garota Perfeita 2

Lá fora, ele estava sendo divulgado como “ótimo para os fãs de Garota Exemplar”, e devo dizer que foi isso que chamou a atenção, já que Gillian Flynn é maravilhosa (vocês podem conferir nossa resenha de Garota Exemplar e Lugares Escuros clicando nos links!). Mas não entrei no livro esperando que ele fosse parecido com Garota Exemplar, no máximo esperei que me desse aquela mesma vibe e aquela vontade de devorar as páginas, e no começo da leitura pensei realmente que isso fosse acontecer.

A Garota Perfeita

Dos três pontos de vista, dois não acrescentam nada à história, e isso não é um exagero. O terceiro ponto de vista… Poderia ter sido melhor. As coisas são entregues muito rápido na narração, ao invés de criar aquele mistério e ansiedade. Se você prestar atenção durante o começo, você sabe exatamente qual será o grande desfecho, e nesse caso ele não foi feito de um modo que me deixasse de boca aberta apesar de saber o que seria.

Esse é um livro com bastante potencial, porém não consegue alcança-lo em nenhum momento. Se você é novo ao gênero, porém, talvez esse seja um bom livro para se começar.

Título: A Garota Perfeita
Autor: Mary Kubica
ISBN: 978-8542206814
Editora: Planeta
Páginas: 336
Classificação: ★★

Bells Cavalcanti

Fiction is a lie that tells us true things, over and over

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *