“Carry On” – Resenha

carry onCarry On, por Rainbow Rowell
★★★★

Sinopse:
Simon Snow só quer relaxar e aproveitar seu último ano na Escola de Mágica Watford, mas ninguém parece disposto a deixa-lo. Sua namorada terminou o namoro, sua melhor amiga é uma praga, e seu mentor continua tentando esconde-lo nas montanhas onde talvez ele fique a salvo. Simon não pode nem ao menos aproveitar o fato que seu colega de quarto e inimigo desde sempre está sumido, porque ele não consegue parar de se preocupar com maldito idiota. E ainda tem os fantasmas. E vampiros. E um mal de verdade que está tentando dar um fim em Simon. Quando você é o mago mais poderoso que o mundo já conheceu, você nunca consegue relaxar e aproveitar nada.

Se você leu Fangirl você lembra que Cath, a personagem principal, escrevia fanfic sobre Simon Snow, a mais famosa sendo Carry On. Rainbow Rowell, a autora, decidiu escrever sua própria versão de Carry On e apresentar mais do mundo dos magos para seus leitores – com muito Baz e Simon.

A história se ler como uma mistura de fantasia infanto-juvenil e jovem adulto, mas com muitos palavrões, já que é narrado por um garoto em seus 17 anos. É muito fácil pensar em Harry Potter, porque não há herói mais conhecido em nossa geração e no mundo, e por isso dá aquela sensação de familiaridade que faz você se entregar a leitura. Carry On é similar a quase todo livro de fantasia que tem por aí: um escolhido que precisa destruir um mal inimaginável, seus melhores amigos, dragões, vampiros, fantasmas e mágica.

IMG_0157

O sistema mágico desenvolvido por Rowell, entretanto, é diferente de muitos por aí, e ela fez um ótimo trabalho em conseguir explica-lo em apenas um livro. Claro que sendo livro único também se tem alguns problemas, como muita coisa condensada para caber nas 522 páginas, e pequenas coisas sem explicação. Mas, como um todo, a história funciona e cativa o leitor.

A marca registrada de Rowell também está presente: o romance que te faz suspirar e querer agarrar o namorado. Ou namorada. Ou ao menos desejar muito que tivesse um namorado ou namorada para poder agarrar. O final, para sermos sinceras, deixou um pouquinho a desejar, mas se até Harry Potter foi vítima de um final fraco, não podemos julgar.

Ah, se vocês querem ler Carry On mas não se sentem muito seguros com o inglês, não se preocupem que a Novo Século, editora responsável pela publicação dos livros da Rainbow Rowell por aqui, já anunciou que a edição brasileira deve sair no início do próximo ano!

Título: Carry On
Autor: Rainbow Rowell
ASIN: B00V35U13W (Kindle format)
Editora: St. Martin’s Griffin
Páginas: 529
Classificação: ★★★★

Bells Cavalcanti

Fiction is a lie that tells us true things, over and over

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *