Do niilismo à festa com Supervão

Ontem mesmo apresentamos a Imperial Daze, banda que explora o pop psicodélico em suas músicas, mas ainda bebendo muito da fonte de nomes como Tame Impala e Temples. Já o Supervão tem os dois pés bem fincados no estilo, com um viés eletrônico forte também.

Foto: Kim Costa Nunes

A banda de São Leopoldo (RS) é formada por Mario Arruda (vocais e programações eletrônicas), Leonardo Serafini (guitarra e sintetizador) e Ricardo Giacomoni (contrabaixo e guitarra). Em parceria com os selos Honey Bomb Records e Lezma Records, eles já lançaram os EPs “Lua Degradê” e “TMJNT”.

Essa mistura de estilos levou o grupo a abrir o show dos canadenses da HOMESHAKE, além de tocar em festivais como o MECA Maquiné, PicniK Festival e Bananada.

Agora, eles estão com o álbum “Faz Party” pronto e prestes a ser lançado. Por enquanto, pudemos ouvir o primeiro single desse trabalho, “Sol do Samba”. A faixa tem uma pegada bem festiva, com guitarras a la Happy Mondays, e acompanha “uma história urbana sobre uma pessoa que não acredita em mais nada no mundo. O plot twist é quando um amigo da rua a leva a um samba”, explica o vocalista.

Dá o play para conhecer o trabalho do grupo e saber o que esperar desse novo álbum:

Bruna Manfré

não é boa com descrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *